Campanhas Salariais



CTB

CTB – ACT 2017/2018

*  – Em cumprimento aos prazos estabelecidos pela legislação, no dia 28/02/2018 foi protocolada a Pauta de Reivindicações 2018/2019, aprovada em Assembleia Geral Ordinária, realizada no dia 19/02/2018, na sede do SINDIFERRO, em Salvador, para celebração do Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2019. Segue anexo.

* Em protesto, a categoria fez greve por 24 horas, no dia 12 de dezembro de 2017.

* Depois de 4 Rodadas de Negociações, assim como aconteceu no ano anterior, a Companhia ofereceu zero de reajuste salarial e o SINDIFERRO ajuizou Dissídio Coletivo de Natureza Econômica, junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, processo nº 0001558-51.2017.5.05.0000. Segue ata.

* Foram realizadas 4 Rodadas de Negociações entre SINDIFERRO e CTB. Seguem atas , ,  e

CTB – ACT 2016/2017

* A CTB entrou com Recurso Ordinário no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em 17/05/2017 . O julgamento ocorreu em 13 de novembro de 2017 com decisão favorável à empresa.

* Considerando que a empresa ofereceu reajuste salarial zero, o SINDIFERRO ajuizou Dissídio Coletivo no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5). O processo de nº 0000882-40.2016.5.05.0000, com início em 02/08/16 e a decisão da segunda estância foi favorável à categoria.

* No dia 12 de setembro de 2017, os diretores Paulino Moura, Manoel Cunha e Jobens Ferreira representaram os trabalhadores da CTB, em reunião, valendo pela 4ª Rodada de Negociações. Segue ata.

* Valendo pela 1ª Rodada de Negociações, SINDIFERRO E CTB se reuniram no dia 18 de maio de 2016 e discutiram acerca de inúmeras cláusulas, entre elas a 98ª, que fala sobre a criação do grupo de trabalho do PCS. Por outro lado, a empresa não apresentou nenhuma proposta salarial.

* O SINDIFERRO reivindica que o INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor acumulado no período foi 9,83%. As partes acordaram que a 2ª Rodada de Negociações ocorrerá no dia 01 de junho de 2016, às 09:00 horas. Segue Ata .

CTB – ACT 2015/2016

– No dia 02 de setembro de 2015, foi assinado o ACT 2015/2016 entre o SINDIFERRO e a CTB.

– Na Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 06 de agosto de 2015, quando foi apreciado e deliberado sobre a proposta feita pelo Desembargador Presidente, Valtércio Ronaldo de Oliveira no Dissídio Coletivo de Trabalho de Natureza Econômica nº 0000643-70.2015.5.05.0000, os trabalhadores aceitaram.

– Ainda aconteceram mais 3 audiências (segue atas do  e  e rodadas)  até o dia 18 de agosto, quando a Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB) concedeu a todos os seus empregados reajuste de 8,17% nos salários e incorporou ao pagamento mensal R$ 314,00 para custeios com saúde.

O reajuste será dividido em duas parcelas: a primeira, de 4,50%, a ser aplicada imediatamente, retroativa a 1º de maio de 2015, e a segunda, de 3,51%, no próximo mês de novembro, sem retroativo e sem incidência nas demais cláusulas econômicas. A CTB ainda pagará um adicional de R$ 163,14 aos empregados que executam tarefas de apontador. O auxílio materno- infantil foi mantido em R$ 100,86, e perdurou o mesmo valor como teto para o auxílio-creche.

– Em 1º audiência de conciliação do Dissídio Coletivo de Trabalho, no TRT5, na data de 21 de julho de 2015, as partes ficaram de analisar a proposta junto com a categoria e empresa e requereram o fim da audiência. A próxima rodada está marcada para acontecer no dia 06 de agosto de 2015. Segue ata.

– A 6º e última Reunião de Discussão da Pauta de Reivindicações aconteceu em 08 de julho de 2015. Segue ata.

– Em 17 de julho de 2015 ocorreu a 5º Reunião de discussão da Pauta de Reivindicações 2015/2016. Segue ata.

– A  4ª Reunião de discussão da Pauta de Reivindicações 2015/2016 ocorreu no dia 25 de maio. Segue ata.

– No dia 20 de maio aconteceu a  3ª Reunião de discussão da Pauta de Reivindicações 2015/2016. Segue ata.

– A  2ª Reunião de discussão da Pauta de Reivindicações 2015/2016 ocorreu no dia 07 de maio de 2015. Segue Ata. A próxima Reunião está marcada para o dia 20/05/15.

– O processo negocial com a CTB – Companhia de Transportes do Estado da Bahia teve início no dia 24 de abril de 2015. A empresa garantiu a data base 1º de maio e prorrogou Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015 até a assinatura de outro instrumento normativo. Leia Ata.

PCS – PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS 

Diante de sucessivas solicitações por parte do SINDIFERRO, o Diretor Presidente da CTB, José Eduardo Ribeiro Copello resolveu criar um Grupo de Trabalho (GT), para promover os estudos visando à estruturação de um Plano de Empregos Públicos, Carreiras e Salários para a CTB, constituído através da Portaria DIPRE/CTB, Nº 36/2014, 10/10/2014. Desde essa data, até 24/04/2015, ocorreram 7 reuniões. Segue Atas.

 

CTB – ACT 2014/2015

 – Em 06 de agosto de 2014, na sala de reunião da empresa CTB – Companhia de Transportes da Bahia, Sindicato e empresa chegaram a um acordo e assinaram o ACT – Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015.

O SINDIFERRO foi representado por Antonio Eduardo, Manoel Cunha, Paulino Moura, Gilson Correia e  Luiz Cláudio.

As novidades do novo ACT foram:

Cláusula 18 – Auxílio funeral

Cláusula 21 – Licença óbito

Cláusula 61 – Remoção de empregado

Cláusula 74 – Dia do Ferroviário (30 de setembro)

– Na manhã de 23 de maio de 2014, representantes da CTB e SINDIFERRO se reuniram pela 6º rodada de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015.

Aberta a reunião, o SINDIFERRO apresentou o Edital de Convocação da Assembleia Geral Ordinária, marcada para dois dias depois (25/05), com as seguintes pautas: Avaliação da contraproposta da empresa e deflagração de greve.

No tocante das cláusulas REAJUSTE SALARIAL E CARTÂO REFEIÇÂO/ALIMENTAÇÂO, a empresa disse manter a mesma proposta das últimas rodadas. Segue ata.

CTS – ACT 2013/2014

– Representado pelos Diretores Paulino Moura, Manoel Cunha, Antonio Eduardo, Gilson Correia e Jobens Ferreira, o SINDIFERRO assinou o Acordo Coletivo de Trabalho 2013/2014, em 08 de agosto de 2013.

– No dia 25 de julho de 2013, às 10 horas da manhã, na sala de reunião da SEDUR, no Centro Administrativo da Bahia – CAB, os diretores do SINDIFERRO, Paulino Moura, Manoel Cunha, Antonio Eduardo, Pedro França, Gilson Correia, Luis Cláudio e Jobens Ferreira se reuniram com Carlos Martins e George Bittecourt, respectivamente, Diretor-Presidente e Diretor Administrativo e Financeiro da empresa CTS, onde, pela 3º vez, discutiram sobre a Pauta de Reivindicações, valendo pelo ACT 2013/2014. Na oportunidade, as partes deliberaram. O SINDIFERRO convocou os trabalhadores a uma Assembleia Geral Extraórdinária no dia 03/08/13, para apreciação e deliberação da minuta do Acordo:  Segue ata.

– Às 17 horas, do dia 19 de julho de 2013, na sala de reunião da SEDUR, os diretores do SINDIFERRO, Paulino Moura, Manoel Cunha, Pedro França, Gilson Correia, Luis Cláudio e Jobens Ferreira se reuniram com o Diretor-Presidente da CTS, Carlos Martins, onde discutiram acerca da Pauta de Reivindicações, valendo pelo ACT 2013/2014. Segue ata.

– No dia 3 de julho de 2013, os diretores do SINDIFERRO, Paulino Moura, Manoel Cunha, Antonio Eduardo, Gilson Correia, Luis Cláudio e Jobens Ferreira se reuniram com o Diretor-Presidente da CTS, Carlos Martins, onde discutiram acerca da Pauta de Reivindicações 2013/2014. Segue ata.

– Em cumprimento aos prazos estabelecidos pela legislação pertinente, no dia 28/02/13, SINDIFERRO encaminhou para a CTS – Companhia de Transportes de Salvador, em nome do Presidente do órgão, o Sr. Jorge Khoury,  a Pauta de Reivindicações da categoria, aprovada em Assembleia Geral, realizada no dia 26/02/13, na Estação Ferroviária da Calçada, em Salvador-BA. Segue pauta.

                                             CTS – ACT 2012/2013

– Depois de dois meses de negociações, os trabalhadores da CTS – Companhia de Transportes de Salvador aprovaram o Acordo Coletivo de Trabalho 2012/2013, em Assembleia realizada em 28 de maio de 2012, na Estação Ferroviária da Calçada. O acerto tem validade até 30 de abril de 2013.

– O reajuste salarial será de 6,0%, sendo 0,9% de ganho real e 5.1% do IPCA, vigorando em 1º de maio de 2012. Outros benefícios conquistados pelos trabalhadores foram o Adicional de insalubridade, Licença maternidade, Direito de recusa ao trabalho e Troca de escala.

– A CTS também se comprometeu em cumprir integralmente a decisão judicial no Dissídio Coletivo de Trabalho nº 0000886-53.2011.5.05.0000, que tramita no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, bem como, formar um grupo de trabalho para elaboração Do PCS (Plano de Cargo de Salário), com a partição do SINDIFERRO (Sindicato dos Ferroviários e Metroviários da Bahia e Sergipe).

– Os Diretores do SINDIFERRO estiveram reunidos nos dias 02 e 03 de maio para a segunda rodada de negociação da pauta de reinvidicações 2012/2013, com a comissão da CTS – Companhia de Transporte de Salvador. Na oportunidade, foram discutidas várias cláusulas, porém, não houve ainda conclusão nas discussões, o que obriga a acontecer um novo encontro, marcado para os dias 14 e 15 de maio.

– Em 18 de abril, às 15:00 horas, na sede da Companhia de Transportes de Salvador  (CTS), reuniram-se os membros da comissão de negociação do SINDIFERRO e da CTS. Segue ata

– Em 12 de abril de 2012, por meio de carta, a CTS (Companhia de Transportes de Salvador) garantiu a Data-Base da categoria em 1º de maio, bem como manterá o atual acordo coletivo em vigor, até as conclusões das negociações do ACT 2012-2013 CTS/SINDIFERRO.

ACT : 2009/2010, 2010/2011 e 2011/2012

Os trabalhadores da Companhia de Transporte de Salvador – CTS, em assembleia realizada às 17:00 horas do dia 20/07/2011, deliberaram por maioria dos presentes pela concessão do prazo e aceitação da proposta apresentada na Ata de Reunião:
a) Reajuste salarial no percentual de 6,51% para o acordo coletivo de trabalho – ACT de 2011/2012, em todas cláusulas econômicas, com retroativo a 1º de maio de 2011; b) A empresa empreenderá esforços para aplicar este índice nos salários de mês de julho de 2011; c) O mesmo índice já será aplicado no ticket alimentação do mês de agosto de 2011 e retroativo a 1º de maio de 2011; d) O ajuizamento dos Dissídios Coletivos de natureza econômica, dos anos 2009/2010 e 2010/2011, dependendo apenas das tratativas entre a assessoria jurídica da empresa e o advogado do SINDIFERRO, ficando concedido um prazo de até 10 (dez) dias para  tal ajuizamento, a contar do envio da minuta de petição à assessoria jurídica da empresa; e) O resultado do Dissídio Coletivo  a  ser ajuizado  será pago em até 6 (seis) parcelas, podendo, no caso de haver caixa na empresa, ser pago numa única parcela ou em menor número de parcelas; f) As negociações das demais cláusulas do acordo (cláusulas sociais) terão continuidade até a assinatura do texto final do acordo coletivo.  LEIA MAIS

  • MPT – 5ª. Região, através da carta no. 154/CG/SINDIFERRO/11

O SINDIFERRO solicitou ao MPT – 5ª. Região, através da carta no. 154/CG/SINDIFERRO/11, MEDIAÇÃO, para Negociação Coletiva do ACT 2011/2012, com a CTS, uma vez que os direitos dos trabalhadores não estão sendo respeitados.

O início do processo negocial de discussão da Pauta de Reivindicações deveria ter acontecido no dia 31.05.2011, como se pode constatar na carta enviada pela CTS ao Sindicato, dia 23.05.2011,  e divulgada para toda a categoria,  através do Boletim nº 606.

No entanto,  quando procurada para confirmar a reunião, através de contato telefônico, a Sra. Keila C. Lomanto, Diretora de Estações, informou  que a reunião simplesmente não aconteceria, pois o Presidente da CTS já estava tratando da folha de pagamento do mês de maio, e do índice de reajuste que será apresentado à categoria.

Essa situação é inaceitável,  pois os empregados da CTS estão há três anos sem assinatura do Acordo Coletivo,  com salários sem serem reajustados e submetidos às péssimas condições de trabalho, muitas vezes motivo de denúncias ao MPT e à imprensa local.

  • A Companhia de Transporte de Salvador – CTS fixou a data da 1ª. Reunião de Negociação do Acordo Coletivo 2011/2012, para o dia 31/05/2011.Vale lembrar que esta seria a data de celebração de Acordo, pois a data base da categoria é em 1° de maio. Até a assinatura, a mobilização é indispensável.


SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Fax: (71) 3314-7683
Diretoria de Comunicação: Antônio Eduardo Nascimento Oliveira | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2018. Todos os direitos reservados.