Notícias



Duas semanas depois, Metrô de SP tem novo descarrilamento de trem

Duas semanas depois de um descarrilamento na linha 3-vermelha, o Metrô paulista teve o mesmo problema, agora, na linha 5-lilás (Capão Redondo e Adolfo Pinheiro).

O descarrilamento da linha 5-lilás aconteceu por volta das 4h50 desta terça-feira (21) entre as estações Largo 13 e Adolfo Pinheiros, na zona sul da cidade.

O Metrô informou que havia poucos passageiros no momento do acidente e que ninguém se feriu. Os passageiros desembarcaram e retornaram às plataformas. Com isso, a circulação de trens está interrompida no trecho e não há previsão de quando o sistema será normalizado.

Segundo o Metrô, as causas do acidente ainda serão apuradas e que técnicos estão no local para desobstruir os trilhos. Para evitar tumulto, o Metrô fechou a estação Adolfo Pinheiros e acionou o Paese (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência).

A SPTrans (empresa responsável pelo transporte público municipal) informou que cinco ônibus articulados foram disponibilizados desde as 5h20 para fazer o trajeto entre a Adolfo Pinheiros e o Largo 13.

Na estação Adolfo Pinheiros, o Metrô colocou um aviso de que a circulação estava paralisada. Os trens da linha 5-lilás circulam com velocidade reduzida e maior tempo de paradas nas estações.

Em agosto de 2013, um trem descarrilou perto da estação Palmeiras-Barra Funda, na zona este da cidade. O trem envolvido no acidente era da da frota K, a mesma do acidente desta terça. São composições com mais de 30 anos e que passaram por reformas de modernização para continuar circulando.

Fonte: Folha de São Paulo



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Tel: (71) 3505-1258
Diretoria de Comunicação: Guilhermano da Silva Filho | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

SINDIFERRO. © 2021. Todos os direitos reservados.