Notícias Notícias em destaque



FITF: Plenária Estatutária em Tubarão-SC avalia movimento sindical e busca fôlego para o enfrentamento

Como despertar o trabalhador e motivá-lo para, junto ao movimento sindical, fazer o enfrentamento dos perversos e múltiplos pacotes de maldades ofertados pelo governo Temer: este foi um dos desafios discutidos durante a Plenária Estatutária da Federação Interestadual dos Trabalhadores Ferroviários da CUT (FITF/CNTTL/CUT), realizada no dia 15 de dezembro, em Tubarão-SC. Além da Plenária Estatutária, também foi realizada a Plenária do Conselho de Representantes.

Num primeiro momento, a Plenária do Conselho de Representantes das entidades sindicais tratou das questões financeiras e patrimoniais, com o detalhamento da atual situação financeira da instituição e o orçamento para o exercício de 2018. As deliberações da diretoria executiva da federação foram aprovadas.

Em seguida deu-se início à Plenária Estatutária, onde foi feita uma análise das resoluções da plenária anterior, com apontamentos para as políticas que serão postas em prática em 2018. A penosa situação política e econômica pela qual passa o país foi avaliada, quando constatou-se o caráter volátil e mutante das análises políticas feitas na atualidade, visto que qualquer tentativa de prever o cenário para os próximos meses perde a validade em poucos dias. “Por isto a dificuldade de desenvolvermos estratégias para enfrentar o governo atual e os grandes empresários, que estão paulatinamente destruindo nossos direitos”, observou Jerônimo Miranda Netto, presidente da FITF.

Outro ponto importante abordado durante a plenária foi a estratégia que deverá ser adotada para o sustento da estrutura sindical, após o fim do imposto sindical obrigatório. “Sempre fomos contra o imposto sindical e agora deveremos executar alguns planos para manter nossa estrutura”, informa o presidente da FITF.

Lúcio Lima, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística, lembrou que hoje um terço das riquezas de nosso país está nas mãos de 1% da população. “São tempos difíceis para os trabalhadores. Governantes eleitos legitimamente não terminam o mandato; trabalhadores são presos sem motivo; medidas contra os trabalhadores cada vez mais duras, severas. Que permaneçamos mobilizados. Ainda vem muito ataque contra os trabalhadores por aí. Portanto, a importância de ganhar espaço, marcar território com ações pontuais”, apontou Lúcio.

O posicionamento da FITF diante da conjuntura nacional também foi abordado na plenária. Com o pior ataque aos direitos dos trabalhadores da história do país, os ferroviários passam por momento delicado para efetivar a mobilização contra governo e elite. “Já fizemos bastante, mas é necessário fazer muito mais. Precisamos discutir com as categorias, chamar a responsabilidade. A federação precisa trabalhar mais o lado político, não só o trabalhista. Mostrar o caminho aos sindicalistas. Retirá-los do marasmo”, diz Jerônimo.

A necessidade de organização e de presença constante nas bases foi observada, e um dos caminhos para que finalmente ocorra um “despertar” dos trabalhadores é mostrá-los o que tínhamos, o que temos agora e para onde estamos indo, com as privatizações em massa sendo a última etapa do golpe.

O presidente da FITF concluiu a plenária lembrando que a onda reacionária e fascista que assombra o país não é nenhuma novidade e deve, mais do que nunca, ser severamente combatida. “O fascismo nunca morreu. Mas agora está ainda mais forte. Portanto, precisamos combatê-lo. Que todos os participantes desta plenária retornem aos seus sindicatos e discutam com a base sobre o projeto dos fascistas e as formas de combatê-lo. Não temos outra saída. Trabalhadores, uní- vos”, conclui Jerônimo.

Também estiveram presentes ao evento, como convidados, representantes do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco.

O SINDIFERRO foi representado pelos diretores Paulino Moura, Manoel Cunha, Jurandyr Lima, Marcos Luz, Milton Ferreira, João Matos e Marinaldo Pereira.  

Fonte: FITF/CNTTL/CUT



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Fax: (71) 3314-7683
Diretoria de Comunicação: Antônio Eduardo Nascimento Oliveira | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2018. Todos os direitos reservados.