Notícias



Governo reduz IOF para financiamento em infraestrutura

 

O governo editou nesta quarta-feira o decreto 656 para isentar de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) algumas transações. A principal delas é zerar o tributo para financiamento de obras de infraestrutura – concessões de ferrovias e rodovias – com recursos subsidiados pelo Tesouro Nacional. Antigamente, a maioria dessas transações eram feitas pelo BNDES, que já tinha o benefício. No entanto, no último ano, o governo transferiu grande parte desses empréstimos para o Banco do Brasil.

— O grande estímulo aqui é incrementar a infraestrutura — afirmou o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Paulo Roberto Caffarelli.

Com a medida, essas operações ficarão isentas de 1,88% do imposto cobrado em transações de um ano. A mudança também foi estendida para os financiamentos com recursos da Finep, a Financiadora de Estudos e Projetos.

Os recursos para a inovação repassados por outros parceiros como, por exemplo, agências de fomento, eram taxados com a alíquota de 1,88%. Isso prejudicava, principalmente, os pequenos municípios.

— Estamos corrigindo isso — explicou Caffarelli.

O governo também esclareceu que nos ETFs de renda fixa, um novo tipo de papel negociado no mercado financeiro, não incidirá IOF. E que sobre cartão de débito no exterior, será cobrada a alíquota de 6,38%. A medida já estava em vigor, mas dava brecha para questionamentos jurídicos.

 

Fonte: Revista Ferrroviária



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Tel: (71) 3505-1258
Diretoria de Comunicação: Guilhermano da Silva Filho | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

SINDIFERRO. © 2021. Todos os direitos reservados.