Notícias



Metrô de Salvador a Lauro de Freitas começa a ser discutido

Esperança de melhoria da mobilidade urbana da capital baiana e região metropolitana, o
metrô que vai interligar as cidades de Salvador e Lauro de Freitas só deve ficar pronto em 2016, mas  as discussões a respeito do projeto estão a todo vapor.

Órgãos fiscalizadores, entidades do setor e sociedade civil se reuniram na última sexta-feira (17) para a primeira audiência pública da Parceria Público-Privada (PPP) do sistema.

“Já recebemos, só através do nosso site, mais de 300 contribuições”, diz o secretário de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro. De acordo com o titular da pasta, todas as sugestões estão sendo analisadas e poderão compor o projeto com uma extensão total de 36 quilômetros e 20 estações.

“A previsão é de que as obras comecem em fevereiro de 2013 e estejam prontas em 36 meses”, lembrou Monteiro,  durante a primeira de três audiências públicas já programadas para este mês.

As próximas deverão acontecer, nos dias 20 e 24 de agosto, respectivamente, no Cine Teatro Lauro de Freitas e no Centro Cultural da Câmara dos Vereadores de Salvador.

O prazo para consulta pública se encerraria este mês, mas foi prorrogado até 15 de setembro devido à complexidade do projeto.

O investimento será de R$ 3,5 bilhões, através de PPP. A linha 2 ligará a Avenida Bonocô a Lauro de Freitas, com estações no Detran, Rodoviária, Pernambués, Imbuí, Centro Administrativo, Pituaçu, Flamboyant, Bairro da Paz, Mussurunga e Aeroporto.

Para integrar as linhas de ônibus ao metrô, as atuais estações de Mussurunga e Pirajá serão adaptadas. As duas estações devem passar por obras de revitalização e adaptação ao novo sistema metroviário.

O metrô de Salvador e Lauro de Freitas será composto por duas linhas. As estações e os trens contarão com sistemas de aproveitamento de luz natural e comportará cinco terminais de interligação com o sistema de ônibus.

O sistema pretende ainda ser o primeiro do país interligado ao aeroporto. A obra será realizada na superfície e por elevados, os viadutos, sem a construção de túneis subterrâneos.

Terminado o prazo das consultas públicas, deverá ser lançado o edital de licitação, entre o final de outubro e início de novembro. O prazo total para o processo de licitação é de quatro meses.

“Após esta etapa a pretensão é que a obra seja iniciada entre fevereiro e março de 2013”, destacou o secretário da Casa Civil, Rui Costa.

O secretário tem ainda a pretensão de incluir, na primeira etapa da obra – que inicialmente daria conta do trecho entre a Lapa e Pirajá – outras três estações: no Detran, Rodoviária e Pernambués.

As empresas interessadas, até então, são Andrade Gutierrez/Camargo Correia, Odebrecht/OAS, Queiroz Galvão, Prado Valadares e Constran, mas o governo do estado ainda pretende atrair capital estrangeiro.

“Vamos fazer uma viagem a Madri, na Espanha, Singapura, na Ásia, e Abu Dabi, nos Emirados Árabes com intuito de obter contribuições desses países, mais experientes neste tipo de sistema de transporte, além de buscar capital”, destacou o secretário Cícero Monteiro, que acompanha uma comitiva junto a outros secretários e o governador Jaques Wagner. A viagem será realizada entre os dias 5 e 12 de setembro.

Fonte: Tribuna da Bahia



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Fax: (71) 3314-7683
Diretoria de Comunicação: Antônio Eduardo Nascimento Oliveira | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2018. Todos os direitos reservados.