Notícias



Novo fator previdenciário custa mais 79 dias de trabalho até a aposentadoria

O fator previdenciário, mecanismo inventado por Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e mantido por Lula e Dilma (PT), representa um grande ataque contra os direitos dos trabalhadores. Ainda mais grave é o fato de que sua fórmula – que reduz drasticamente o valor das aposentadorias – piora com o passar do tempo.

Com o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, divulgado nesta segunda-feira (01) pelo IBGE, o número de dias de contribuição necessários para que o trabalhador possa se aposentar recebendo os valores praticados atualmente também aumentou.

Isso ocorre porque a expectativa é um dos elementos que causam impacto no fator, usado para calcular o valor das aposentadorias por tempo de contribuição.

Além da expectativa de vida, o cálculo do fator considera ainda a alíquota de contribuição, a idade do trabalhador e o tempo de contribuição à Previdência Social. O novo fator incidirá sobre os benefícios requeridos a partir de 1º de dezembro de 2014, de acordo com a lei.

Segundo a nova Tabela de Expectativas de Sobrevida e Fator Previdenciário 2000 – 2015, elaborada pelo Ministério da Previdência Social, um segurado com 55 anos de idade e 35 de contribuição que requerer a aposentadoria, vai ter que contribuir agora por mais 79 dias corridos para manter o valor de benefício que tinha como base a tabela anterior.

“O fator previdenciário promove um verdadeiro roubo dos valores das aposentadorias. O PT, no governo há 12 anos, manteve esse ataque. Precisamos continuar nossa luta para acabar com essa injustiça”, afirmou o presidente da Admap, Lauro da Silva.

Fonte: COBAP



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Tel: (71) 3505-1258
Diretoria de Comunicação: Guilhermano da Silva Filho | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

SINDIFERRO. © 2021. Todos os direitos reservados.