Notícias



Pesquisa do MP-BA aponta que maioria dos passageiros do trem não tem dinheiro para ônibus

Uma pesquisa divulgada na última quinta-feira (5), pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) apontou que a maioria das pessoas que utilizam os trens do subúrbio de Salvador não tem renda suficiente para pagar a passagem de ônibus, quando sistema ferroviário parar de funcionar, por conta das obras do VLT.

A passagem dos trens custa R$ 0,50. Já a tarifa dos ônibus da capital, até a última quinta, custa R$ 4. Por isso, o MP-BA abriu uma ação na Justiça para que serviço não pare de funcionar até que seja encontrada uma solução para os usuários do transporte.

Ainda de acordo com a pesquisa, quase metade das pessoas que usam os trens ganha, em média, R$ 284 mensais, valor quatro vezes menor do que o atual do salário mínimo. Ainda segundo os dados do Ministério Público, 67% dos usuários usam os trens por causa do preço da passagem.

O Governo do Estado afirma que o monotrilho seria inaugurado com tarifa de 3,70. Entretanto, no questionário feito entre os usuários, 46% deles não teriam condições de usar o transporte por causa do preço.

Os trens do subúrbio foram fabricados há mais de 50 anos e apresentam problemas no funcionamento. Sem peças de reposição disponíveis no mercado, a manutenção é cara e complexa. Por isso, o governo optou pela construção do VLT, que além de ter sistema elétrico, é menos poluente.

O trajeto contem 22 estações, ao longo de seus 20 km de extensão. O novo transporte vai ligar o Comércio à Ilha de São João, em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador.

Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) comunicou que vai analisar os dados apresentados pelo MP-BA e só vai se posicionar após a análise. A Sedur ainda afirmou que a apuração será criteriosa no que diz respeito à responsabilidade social.

Fonte: Radar da Bahia



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Tel: (71) 3505-1258
Diretoria de Comunicação: Guilhermano da Silva Filho | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

SINDIFERRO. © 2021. Todos os direitos reservados.