Notícias



Trabalhadores da CTS estão em greve por salários atrasados; trens estão parados

Os trens do subúrbio ferroviário de Salvador, que trafegam da Estação da Calçada a Paripe, amanheceram parados na manhã desta quinta-feira (9).

Sem receber os salários de abril e o Cartão Refeição/Alimentação de maio, os trabalhadores da CTS – Companhia de Transporte de Salvador – estavam mobilizados em paralisar a suas atividades desde o início da semana, caso a empresa não cumprisse com a obrigação.

Baseado no Acordo Coletivo de Trabalho em vigor, a empresa tem até o quinto dia útil do mês para pagar os salários, e até o último dia útil do mês anterior para repassar o Cartão Refeição/Alimentação e o Vale Transporte para os seus colaboradores.

No final da tarde de ontem (8), o SINDIFERRO se reuniu com diretores da CTS para tratar dos pagamentos, mas sem sucesso. Posteriormente, em assembleia realizada na gare da Estação da Calçada, a categoria ferroviária decidiu pela paralisação por tempo indeterminado.

O impasse é quanto à responsabilidade do pagamento. O Governo Municipal diz que já assinou (no dia 22/04/13) o contrato do programa de viabilização do sistema para o Estado, que por sua vez, diz, depender da aprovação da câmara municipal para assumir toda a responsabilidade, inclusive o pagamento dos trabalhadores, que com os seus proventos atrasados, seguem na contramão da história.

O SINDIFERRO – Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Ferroviário e Metroviário dos Estados da Bahia e Sergipe lamenta profundamente os transtornos causados as 15 mil pessoas que utilizam diariamente o modal ferroviário suburbano.

 



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Tel: (71) 3505-1258
Diretoria de Comunicação: Guilhermano da Silva Filho | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

SINDIFERRO. © 2021. Todos os direitos reservados.