Notícias



Vale investe na formação de maquinistas ferroviários em Moçambique

Maputo – A companhia brasileira Vale afirma estar a investir na formação de maquinistas moçambicanos para atender às necessidades de mão-de-obra local para o sector ferroviário, noticia a agência AIM.

A Vale é uma das companhias que exploram carvão mineral em Moçambique, tendo iniciado as suas exportações em Agosto de 2011. Contudo, um dos desafios da companhia relaciona-se com a falta de mão-de-obra local para o desenvolvimento de diversas actividades.

Segundo um comunicado da empresa, pelo menos 125 aprendizes já foram formados como maquinistas em Tete e na Beira, resultado da parceria entre a Vale Moçambique e a empresa pública Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), iniciada em 2010.

“Além do conhecimento técnico, o processo passa por uma instrução de normas e procedimentos operacionais. Os CFM são responsáveis pela orientação dos trabalhadores sobre o Regulamento de Circulação de Comboios, bem como pela certificação do Maquinista”, indica o comunicado.

O primeiro grupo formado em 2010 no âmbito da parceria entre estas duas empresas estudou no Brasil, já que a Linha de Sena ainda não estava operacional. Contudo, actualmente, toda a formação é realizada em Moçambique.

A Vale Moçambique diz investir na formação de mão-de-obra local em diversas áreas. Nos últimos dois anos, a empresa formou um total de 1.149 profissionais moçambicanos para diversas áreas.

Fonte: África 21 Digital



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Tel: (71) 3505-1258
Diretoria de Comunicação: Guilhermano da Silva Filho | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

SINDIFERRO. © 2021. Todos os direitos reservados.