Notícias



Ferrovia Beijing-Zhangjiakou inaugura era 2.0 do trem-bala na China

Em 1905, a primeira ferrovia construída por chineses, a ferrovia Beijing-Zhangjiakou lançou sua pedra fundamental. Cem anos depois, a nova linha da ferrovia de alta velocidade Beijing-Zhangjiakou está em plena construção. Ela vai garantir o transporte durante as Olimpíadas de Inverno de 2022 de Beijing e inaugurará a era 2.0 da ferrovia chinesa.

Durante o Festival do Ano Novo Chinês, os operários do ramal ferroviário Chongli, trecho da ferrovia Beijing-Zhangjiakou continuam trabalhando para garantir a conclusão do projeto dentro do prazo. Segundo o gerente responsável pelo projeto, Chen Duojin, as obras deverão terminar antes do previsto.

“Já concluímos 43% da construção do túnel Taizicheng do ramal Chongli. Tendo em vista a situação atual, as obras poderão ser concluídas 15 dias antes da data prevista.”

Com uma extensão de 52 quilômetros, o ramal ferroviário Chongli fica na cidade de Zhangjiakou, na província de Hebei, e está conectado à ferrovia de alta velocidade Beijing-Zhangjiakou. O governo prevê que o projeto será concluído em 2019. Nas Olimpíadas de Inverno de Beijing em 2022, a ferrovia chegará direto à vila olímpica em Chongli.

A inteligência do projeto está refletida tanto na construção e equipamentos quanto no serviço para passageiros da ferrovia.

O trecho é uma importante parte da rede ferroviária planejada pela China para construir oito linhas leste-oeste e oito norte-sul no território chinês. Com início na estação Norte de Beijing e termina na cidade de Zhangjiakou, a ferrovia percorre 173 quilômetros e vai reduzir o tempo entre as das cidades de 3 horas para 50 minutos.

A construção da ferrovia Beijing-Zhangjiakou começou em 2016 e se encerrará em 2019, segundo o engenheiro Li Yanbo, vice-diretor da companhia responsável pela construção da ferrovia.

“A obra anda bem. Ela absorveu mais de 17 bilhões de yuans de investimento, representando 40% do investimento total. É certo que entrará em funcionamento no fim de 2019.”

Há mais de 100 anos, o engenheiro chinês, Zhan Tianyou, considerado o pai da ferrovia chinesa, projectou e construiu, junto com suas equipes, a primeira ferrovia independente na China. A linha quebrou o monopólio do mundo ocidental sobre o setor e inaugurou a nova era da construção ferroviária da China.

Para Li Yanbo, o espírito da antiga linha ferroviária será transmitido de geração em geração e a nova linha se tornará uma obra simbólica da ferrovia chinesa.

“A ferrovia Beijing-Zhangjiakou é a primeira projetada, construída e operada totalmente pela China. Agora, queremos fazer a versão 2.0 da ferrovia de alta velocidade da China. Vai ser emblemática. Somos muito rigorosos nas tecnologias e ainda mais exigentes na gestão.

 

Fonte: China Radio Internacional



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Tel: (71) 3505-1258
Diretoria de Comunicação: Guilhermano da Silva Filho | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

SINDIFERRO. © 2021. Todos os direitos reservados.