Notícias Notícias em destaque



Por segurança dos trabalhadores e usuários do sistema, SINDIFERRO pede substituição imediata dos trens do subúrbio

O SINDIFERRO – Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Ferroviário e Metroviário da Bahia e Sergipe denuncia que a falta de estrutura da empresa CTB (Companhia de Transportes da Bahia) tem colocado em risco a vida de funcionários e passageiros dos trens do subúrbio e pede a substituição imediata do modal sobre trilhos.

O choque envolvendo dois trens, que deixou dezenas de pessoas feridas, ocorrido na última sexta (01/11), entre as Estações do Lobato e Santa Luzia, lamentavelmente é um acidente anunciado.

Nos últimos anos, o SINDIFERRO tem denunciado, de forma incessante, à empresa, Governo do Estado, Ministério Público e autoridades políticas acerca das condições precárias dos trens, que são da década de 50. Um sistema arcaico, obsoleto e perigoso, que só funciona graças aos abnegados funcionários, que operam verdadeiros milagres.

Só em 2019, o modal suburbano foi responsável por alagamento nos trilhos, problemas na rede aérea e até um estouro com princípio de incêndio em uma das composições.

Os trens do subúrbio transportam cerca de 15 mil pessoas por dia, no trajeto que vai da Calçada a Paripe.

 



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Fax: (71) 3314-7683
Diretoria de Comunicação: Antônio Eduardo Nascimento Oliveira | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2019. Todos os direitos reservados.