Notícias Notícias em destaque



Tensão marca audiência pública sobre demissão de servidores da Valec; Sindiferro foi representado pelo diretor Gustavo Vergílio

A possibilidade de extinção da Valec mobilizou servidores públicos em uma audiência do Ministério Público do Trabalho (MPT) nesta sexta-feira (22/2). Funcionários e entidades sindicais da empresa, que constrói e opera ferrovias no país, temem uma demissão em massa. A equipe econômica do presidente Jair Bolsonaro (PSL) manifestou anteriormente interesse em acabar com o órgão.

A principal crítica é a possibilidade de privatização das operações da Valec. Com isso, 700 cargos podem deixar de existir em Brasília e em escritórios espalhados pelo país.

O imbróglio foi mostrado pelo Metrópoles no início desta semana. A procuradora Ana Cristina Tostes Ribeiro quer entender os impactos e os riscos das demissões. Um inquérito civil público pode ser aberto para apurar a situação da categoria.

Com o auditório lotado, a audiência começou em clima tenso por volta das 14h desta sexta. Estavam presentes representantes de sindicatos, da Valec, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e servidores de órgãos extintos que foram incorporados pela empresa.

O governo federal pretende lançar um plano de demissão voluntária (PDV) antes de extinguir a companhia. Quem não aderir deve ser realocado em outros órgãos ou demitido.

Jussara Griffo, diretora da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), reclama dos riscos de demissão. “Como o trabalhador vai exercer a função se todos os dias é ameaçado de demissão? Todos os órgãos necessitam de servidores, a quem interessa demitir concursados?”, questionou.

O secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores Públicos Federais, Sérgio Ronaldo, reclama da decisão de liquidação da empresa. “As instituições públicas devem ser preservadas. Elas são um patrimônio do povo e os funcionários não devem ser encarados como números que podem ser cortados. Quem vai fazer esse serviço?”, criticou.

Em nota, o Ministério da Infraestrutura informou que ainda neste mês será apresentada a proposta final para liquidação da estatal. “Após a aprovação do Conselho do Programa de Parceria de Investimentos (CPPI), haverá um rito para transferência das atividades, ações, ativos e contratos da Valec para o Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] e outros órgãos do governo”, detalhou o texto.

Após intensa discussão, a procuradora Ana Cristina decidiu marcar uma reunião fechada com representantes da Valec, sindicais e do governo federal. O encontro ocorrerá no Ministério da Infraestrutura no dia 1º de março.

O diretor Gustavo Vergílio representou o SINDIFERRO nessa jornada.



SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO E METROVIÁRIO DOS ESTADOS DA BAHIA E SERGIPE.
Rua do Imperador, nº 353 - Mares - Salvador-BA | Tel: (71) 3505-1263 - Tel: (71) 3505-1258
Diretoria de Comunicação: Guilhermano da Silva Filho | Jornalista: Rodolfo Ribeiro ( DRT/BA - 3452 )

SINDIFERRO. © 2021. Todos os direitos reservados.